Archives for September 2011

Tempo… eu? Não sei se tenho…

Este é um excerto que sempre me acompanha.

Eclesiastes 3

Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu.

Há tempo de nascer, e tempo de morrer; tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou;

Tempo de matar, e tempo de curar; tempo de derrubar, e tempo de edificar;

Tempo de chorar, e tempo de rir; tempo de prantear, e tempo de dançar;

Tempo de espalhar pedras, e tempo de ajuntar pedras; tempo de abraçar, e tempo de afastar-se de abraçar;

Tempo de buscar, e tempo de perder; tempo de guardar, e tempo de lançar fora;

Tempo de rasgar, e tempo de coser; tempo de estar calado, e tempo de falar;

Tempo de amar, e tempo de odiar; tempo de guerra, e tempo de paz.

Que proveito tem o trabalhador naquilo em que trabalha?

Tenho visto o trabalho que Deus deu aos filhos dos homens, para com ele os exercitar.

Tudo fez formoso em seu tempo; também pôs o mundo no coração do homem, sem que este possa descobrir a obra que Deus fez desde o princípio até ao fim.

Já tenho entendido que não há coisa melhor para eles do que alegrar-se e fazer bem na sua vida;

E também que todo o homem coma e beba, e goze do bem de todo o seu trabalho; isto é um dom de Deus.

No próximo domingo, era bom que todos tivéssemos tempo para a CVX. "O nosso tempo é das poucas coisas que podemos oferecer a Deus". Disse-me um dia o Afonso Seixas Nunes, sj. "tempo e silêncio.... tudo o resto, apenas devolvemos."

Coragem, povo todo do país! Mãos à obra! Ag 2, 4

ESCREVER E FALAR – Reunião de lançamento do ano CVX-Sul

Escrever e falar – O alfabeto incompleto!

Olhando aqui a nossa lista de inscrições fizemos um pequeno estudo e verificámos que já se inscreveram todos os grupos cujo nome começa por ADELOR. PARABÉNS!...

Mas pensando um pouco mais, estas seis letras não chegam para construir todas as palavras que gostariamos de ouvir, dizer ou escrever... Ironicamente, nem sequer nos permitem construir a “palavra” CVX...Ao alfabeto que falta, e ao inscrito.

 Domingo vai ser um dia fantástico para todos, vamos lá inscrever o resto das letras! Falando em letras, quase nos esquecíamos dos números que também ainda não chegaram à lista. Sem eles como é que podemos dizer que já temos 33 grupos inscritos, mas que os outros 20 ainda não se decidiram pela nossa companhia?Continuando com a matemática, um tripé com duas pernas cai, a sério! Mesmos os mais cépticos podem acreditar!

A Equipa Regional

CVX-Sul, Reunião de lançamento do ano 2011/2012

Queridos amigos,

As inscrições para o grande acontecimento de Setembro da CVX-Sul decorreram a bom ritmo, e estão inscritos até ao momento 31 grupos. No entanto, e dado que a nossa região tem mais que 50 grupos, estamos apenas próximos dos 50%.

Estivemos aqui a imaginar o que é que este número pode representar e pensámos numa região a duas velocidades ou, talvez ainda mais estranho, um corpo apoiado apenas numa perna. Enfim, qualquer destas realidades está longe da comunidade modelo.

Propomos por isso que nestes 4 dias que ainda temos antes do grande acontecimento, que pensemos no que nos move, em QUEM nos move, e porque escolhemos a CVX como forma de estar em Igreja, consideremos a importância da presença do nosso grupo nesta reunião: O que temos para dar, o que podemos receber. É isso, se não vamos a comunidade fica mais pobre, se vamos ficamos todos mais ricos!

Até dia 25??!!!

A Equipa Regional

Junto ao mar…

Faço uma caminhada junto ao mar ou à foz do rio pela manhã.

Felizmente são raros os dias em que o sol não brilha e consumo essa luz para recarregar baterias.

Usualmente fazia-o de óculos escuros, porque é cedo e os meus olhos não se habituaram  ainda à claridade.

Reparei, que, ultimamente, tenho deixado os óculos escuros para trás. Começou por ser inconsciente, mas acabou por se tornar voluntário, propositado.

Parto, e vou... vou contra o sol, ofuscada pela luz da madrugada... com o diminuir dos dias a luz vai ficando mais suave e a transição é menos agressiva... mas até agora, ia contra o sol, ofuscada: abro e fecho os olhos, entreabro e semicerro, como quem busca a luz, mas receia a sua intensidade... como quem reza e pede a Deus... pede por mais Deus na vida, sem que se aperceba que também isso tem um preço a pagar: há vezes em que a intensidade é um excesso, em que coração e alma parecem não aguentar o peso dessa Presença. E ainda assim continuo... continuamos...

Volto, com o sol pelas costas. Já reconciliada com a intensidade, e agora com a luz como companhia, iluminando tudo o que me rodeia.

Com calma, apercebo-me de novas presenças, de novos contornos, todos os dias diferentes... desfruto de cada um em que reparo, consoante a luz me guia.

E, então, agradeço, a Sua presença na minha vida.

“Vem comigo” Mt 9, 9

O perigo da oração “ilusa”

Há uma imagem distorcida da oração segundo a qual a oração é uma actividade contraposta ao mundo real, à nossa vida quotidiana.. É certo que há movimentos religiosos, católicos e não católicos, que recomendam a oração como uma fuga da vida do dia-a-dia. Santo Inácio, mestre da oração, não recomenda qualquer oração, nem o quanto mais melhor, antes que mantenhamos uma certa suspeita sobre as rasteiras e auto-enganos que pode encerrar uma oração mal-entendida.

A oração, para não ser uma ilusão, deve ter origem na vida, e ser implicada com a vida (destino). Por ela, Santo Inácio, pretende levar a pessoa a encontrar Deus em tudo, partindo do princípio que Deus e o mundo não são duas realidades contrapostas: sentido unitário, que permite uma conexão espontânea entre contemplação e acção.

Assim, há algumas pistas que nos deixa para que oração e vida estejam sempre intimamente ligadas:

  • A oração deve fazer-me sair de mim mesmo, ser a ante-sala do serviço, ao próximo, e por sua vez que o serviço seja o abono da oração, ciclicamente.
  • A oração não evita nenhum sofrimento na vida, não é nem analgésico nem anestésico, mas sim permite a lucidez e a força para encarar o sofrimento e dificuldades da vida com outra perspectiva.
  • A oração deve ser objectivada, precisa de ser contrastada com os actos na vida do dia-a-dia, não sou eu a origem e meta da oração mas antes Deus e os que estão à minha volta.
  • A oração deve ser “contrastada”: nela entram em jogo muitas dimensões psicológicas, umas favoráveis outras de auto-engano. Por isso é bom contrastá-la de vez em quando com a fé de um terceiro: o acompanhamento espiritual... o não ser acompanhado pode derivar num iluminismo muito perigoso.

Rezar não significa sair da história e retirar-se para o cantinho privado da própria felicidade. (Bento XVI, Spe salvi)

 in taller de oracion

«Minha mãe e meus irmãos são aqueles que ouvem a Palavra de Deus e a põem em prática.» Lc 8, 21

Reunião de lançamento de ano: inscrições até hoje!!!!!

Hoje é Domingo, 18 de Setembro!

Lembramos que a Reunião de Lançamento do Ano CVX-Sul se realiza no Rodízio, no próximo dia 25 de Setembro, próximo Domingo.

Os trabalhos têm início às 9h30m e terminam às 17.00h com a celebração da Eucaristia, aberta a toda a comunidade CVX.

A colaboração de todos é indispensável, pelo que se pede:

1 - que cada grupo se faça representar nos trabalhos por, pelo menos, duas pessoas (o animador e outro elemento);

2 - que os participantes se inscrevam até ao dia 18 de Setembro para este endereço   cvx.regiaosul@gmail.com usando a palavra " inscrição" como assunto;

3 - que nos indiquem se precisam de baby-sitter.

 Para facilitar a identificação e o conhecimento dos grupos entre si, pede-se ainda aos participantes de cada grupo que se apresentem munidos com uma fotografia do grupo ou do símbolo deste ou qualquer outra representação que o identifique.

Para ajudar a suportar as despesas com o almoço cada participante contribuirá com o que quiser, estabelecendo-se apenas o valor mínimo de 2€ / pessoa.

 A participação na Eucaristia, na qual contamos com toda a comunidade CVX, não necessita de inscrição.

 Boa semana!

Um abraço e até dia 25!

Só isto é necessário: comportai-vos em comunidade de um modo digno do Evangelho de Cristo, para que – quer eu vá ter convosco, quer esteja ausente – ouça dizer isto de vós: que permaneceis firmes num só espírito, lutando juntos, numa só alma, pela fé no Evangelho Fl 1, 27